Search
Close this search box.

Rosemberg rebate Neto: “Prefeitura faz trabalho de maquiagem para enganar o povo”

Para o líder do PT na Alba, obras pequenas, de revitalização de praças, demoram mais de dois anos para serem concluídas

Líder governista quer instaurar CPI para investigar ação da Chesf em Jequié
Foto: Ascom/Alba
Foto: Ascom/Alba

O deputado e líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), Rosemberg Pinto, rebateu as críticas do ex-prefeito de Salvador sobre as obras realizadas nos últimos meses por Rui Costa (PT), o governador que mais cumpriu propostas de campanha em todo o Brasil.

Para o deputado, ACM Neto (UB) não tem argumentos e tenta politizar até as melhorias promovidas por Rui para os baianos. “A afirmação de que Rui faz promessas ou entregas às vésperas das eleições é puro e simplesmente desespero de um candidato que estagnou na campanha e que começa a dar sinais do medo das urnas, já que a campanha de Jerônimo cresce em ritmo ascendente, tendo, inclusive, na última pesquisa divulgada, empatado com o ex-prefeito”, lembrou.

“ACM Neto deveria se envergonhar de se apropriar das grandes obras realizadas por Jaques Wagner e Rui em Salvador, como o metrô, as grandes vias que desafogaram o trânsito da cidade, os hospitais, encostas e creches que são da responsabilidade do município. Mas não, ele tenta enganar o eleitor se apropriando de obras das gestões petistas que transformaram a realidade da capital como vitrine para sua campanha”, destacou Rosemberg.

O parlamentar apontou ainda que, diferente dos grandes investimentos do PT em Salvador, a prefeitura, antes administrada por Neto e agora por Bruno Reis (UB), seu sucessor, se limita a fazer um trabalho de “maquiagem”. “Obras pequenas, simples, de revitalização de praças, que demoram mais de dois anos ou até mais para serem concluídas. Um trabalho de maquiagem para enganar o povo”, afirmou Rosemberg.

O deputado também comentou sobre o aumento abusivo do IPTU nos últimos anos que pesa no bolso da população e cujo alto valor arrecadado com o imposto não garante retorno à melhoria da estrutura da cidade. “Pelo contrário, temos uma cidade mal iluminada, o que é um risco para a população, e pequenas obras intermináveis, que causam grandes transtornos aos moradores da cidade”.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Notou algum erro no texto acima? Por favor, nos informe clicando aqui.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

PODCAST

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.