Search
Close this search box.

Moradores de São Cristóvão e Jardim das Margaridas sofrem com inundações

A situação é recorrente toda vez que chove bastante

Enchentes deixam 905 desabrigados e mais de 14 mil desalojados na Bahia
Foto: Ascom/CBPM
Foto: Ascom/CBPM

Quem reside nos bairros Parque São Cristóvão e Jardim das Margaridas, em Salvador, enfrenta inundações nesta quinta-feira (21), causadas pela chuva. Muitas famílias não conseguiram sair de casa por conta do alagamento. [vídeo abaixo]

Quinze pessoas entre idosos de um abrigo e moradores tiveram de ser resgatadas por guarnições do Corpo de Bombeiros.

A situação é recorrente toda vez que chove bastante. Moradores dizem que tem a ver com a barragem do Ipitanga que ao abrir suas comportas levam as águas pelo rio Ipitanga, que passa pelos bairros atingidos.

Anuncie no PB Branco

“Mais uma vez estamos no pesadelo com a Embasa que abriu as comportas da barragem e olha o que acontece, a agua começa a invadir novamente a nossa casa. Desde duas horas da manhã que a chuva está forte e agora que abriram a barragem. Olha essa correnteza. Dona Embasa tem que tomar providencia com tudo isso. Como é que pode? Isso é um absurdo!”, disse uma moradora do Cassange, de nome não identificado, em um vídeo que circula pela internet.

O Panorama da Bahia fez contato com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) para saber se a enchente realmente tem a ver com a barragem. Segundo a Embasa, “a Barragem de Ipitanga amortece e retarda os efeitos da chuva intensa que caiu nas bacias hidrográficas dos rios Ipitanga e Joanes”.

Sobre a necessidade da abertura das comportas, a empresa informou que foi necessário “sim, para garantir a segurança da estrutura da barragem. Se essa segurança não for garantida, o impacto será muito maior para a população que construiu imóveis e habita à jusante da barragem”, explicou a Embasa.

Segundo o Secretário de Manutenção de Salvador (Seman), Luciano Sandes, os alagamentos causaram uma certa “surpresa” para a Prefeitura de Salvador, porque a região não tem, historicamente, pontos tão críticos. A explicação, ainda de acordo com o secretário, estaria relacionada ao volume de chuva que caiu na região, provocando uma sobrecarga na Barragem.

“É como se você ligasse uma torneira com um grande fluxo de água para passar em um ralo estreito”, explicou o secretário, antes de comentar que a Travessa Acalanto, no Parque São Cristóvão, é de responsabilidade da concessionária Bahia Norte, mas que, ainda assim, a Seman tem auxiliado para que em breve seja concluída uma obra para evitar que situações desse tipo voltem a acontecer.

 

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Notou algum erro no texto acima? Por favor, nos informe clicando aqui.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE
master banner

PODCAST

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.
Anuncie no PB Branco