Search
Close this search box.

Marta rebate ACM Neto sobre críticas à educação: “Oito anos como prefeito e não fez o dever de casa”

Para a vereadora de Salvador, o ex-prefeito ou distorce, ou está mal informado sobre os investimentos feitos na área pelo Estado

Marta parabeniza Dilma pelos BRICS:
Foto: Ascom/Marta Rodrigues
Foto: Ascom/Marta Rodrigues

A vereadora de Salvador e pré-candidata a deputada federal Marta Rodrigues (PT), rebateu neste domingo (15), as declarações de ACM Neto sobre a educação na Bahia durante coletiva à imprensa em Itabuna, no sábado (14), e disse que o ex-prefeito ou distorce, ou está mal informado sobre os investimentos feitos na área pelo Estado.

“O prefeito fala que o governo do Estado usa recursos precatórios do governo federal, quando não há nem sinal de precatório recebido. O ex-prefeito insiste no factóide de que o governo se restringiu a construir escolas, algo que nem isso era feito quando seu grupo esteve no poder, e que tampouco ele fez em Salvador, porque não tem o que falar sobre a sua atuação na educação pública quando prefeito por oito anos”, disse.

Segundo Marta Rodrigues, “no Estado, todos os investimentos na educação pública são feitos com recursos próprios, e transcenderam a questão da infraestrutura, com formação de professores, provisão de tecnologia e diversos programas que dão garantia de alimentação escolar gratuita, busca ativa de alunos durante a pandemia e combate à evasão escolar”.

Ainda segundo a vereadora, o ex-prefeito de Salvador não fez o ‘dever de casa’ por oito anos, e a situação da educação municipal foi agravada pelo seu sucessor Bruno Reis, que vai desde a desqualificação dos profissionais à tentativa de mercantilizar a educação pública na capital.

“Graves dificuldades que enfrentamos na capital como ausência de vagas em creches, sucateamento e fechamento de mais de 40 unidades da Educação para Jovens e Adultos (EJA), e o menosprezo com a educação no projeto político dele, mais recentemente, ao retirar do programa pedagógico Artes e Educação Física”, pontuou.

Para a petista, o ex-prefeito tenta politizar o tema com manipulação de dados, porque não tem o que falar sobre seus feitos para a educação pública. “Enquanto o ex-prefeito faz seu misancene, a gestão na Bahia aumentou consideravelmente EJAs, levou dignidade menstrual às escolas, criou o Projeto Vale Alimentação Estudantil, que garante a segurança alimentar de todos os estudantes matriculados e de suas famílias, e instituiu como Política Estadual o Bolsa Presença, em meio à pandemia, para evitar a evasão escolar”, disse.

“Durante a pandemia, o aliado, que chamam de ainda assessor do ex-prefeito, não realizou sequer conteúdo programático e pedagógico, desrespeitou a categoria de professores. O governo do Estado tem consciência de que os recursos precatórios, quando de fato destravados, parte deles precisam ser destinados para valorização dos professores”, acrescentou.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE
master banner

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.