Search
Close this search box.

Cofen tem 10 dias para explicar afastamento de Jimi Medeiros, diz Justiça Federal

Presidente do Coren-BA disse que encaminhou denúncia de “rachadinha” e acabou sendo afastado junto com os servidores denunciados

CofentemdiasparaexplicarafastamentodeJimiMedeiros,dizJustiçaFederal
Foto: Ascom/Coren-BA
Foto: Ascom/Coren-BA

A Justiça Federal expediu uma liminar nesta terça-feira (29) determinando que o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) explique em até 10 dias o motivo do afastamento do então presidente do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-BA) Jimi Hendrex Medeiros de Souza. Ele foi afastado na última sexta-feira (25) por 90 dias, após indícios de participação em um esquema de “rachadinha”.

Segundo Jimi Medeiros, foi ele quem apresentou a denúncia de um suposto esquema de “rachadinha” ao Cofen, mas acabou sendo afastado juntamente com os servidores denunciados. “Eu encaminhei a denúncia e acabei sendo afastado pelo Cofen sem nenhuma prova contra mim. Fui arrolado de forma caluniosa nesse processo administrativo”, afirma o ex-presidente do Coren-BA.

Nesta terça (29), logo que assumiu o cargo, o presidente interino, Holmes Filho, exonerou diversos nomes da atual gestão, ligados a Jimi, e nomeou, dentre outros nomes, uma ex-assessora e chefe de gabinete do Cofen na gestão de Manoel Néri.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Notou algum erro no texto acima? Por favor, nos informe clicando aqui.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

PODCAST

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.