Search
Close this search box.

Ucrânia afirma que Rússia atacou o último ponto de resistência em Mariupol

Putin havia garantido não atacar o local

Soldados russos deixaram minas por onde passaram, diz Zelenskiy
Foto: Carlos Rosillo/El País
Foto: Carlos Rosillo/El País

Forças russas voltaram a fazer ataques aéreos em Mariupol, neste sábado (23), no complexo metalúrgico de Azovstal, onde cerca de 2.000 soldados ucranianos e cerca de mil civis resistem à ocupação da cidade do sul do país. A informação é do governo ucraniano.

A Rússia já havia declarado vitória em Mariupol, mas não entrou em Azovstal, um complexo de 6 mil km² que é uma das maiores metalúrgicas da Europa. Na ocasião, o presidente russo, Vladimir Putin, garantiu a segurança dos soldados e civis ucranianos que estão no complexo e ordenou às suas tropas que não atacassem o local.

No entanto, o conselheiro da Presidência da Ucrânia Oleksiy Arestovych, afirmou que os ataques aéreos voltaram a acontecer nesta manhã, e que tropas russas tentam entrar por terra.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Tags: # #

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.