Search
Close this search box.

Obras do metrô, que ligam as estações Pirajá e Águas Claras, se aproximam dos 60% de conclusão

Operação deve acrescentar mais 50 mil passageiros ao fluxo de 300 mil usuários diários do equipamento

Obras do metrô de Salvador
Foto: Fernando Vivas/GovBA
Foto: Fernando Vivas/GovBA

As obras do sistema metroviário de Salvador-Lauro de Freitas, estão se aproximando dos 60% concluídas. O novo trecho, que liga a Estação Pirajá à Estação Águas Claras, incluindo todo o sistema e equipamentos, está orçado em cerca de R$ 615 milhões, e quando entrar em operação vai acrescentar mais 50 mil passageiros ao fluxo de 300 mil usuários diários do equipamento.

A expectativa do Governo do Estado é que moradores de bairros como Cajazeiras, um dos mais populosos da capital, Marechal Rondon, Porto seco, Dom Avelar, Águas Claras e Vila Canária possam se deslocar com facilidade e segurança para outras regiões, facilitando a geração de emprego e renda e dinamizando a economia da capital.

Segundo o presidente da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), Eduardo Copello, serão implantadas duas novas estações ao longo dos novos cinco quilômetros de trilhos. “O metrô vem da estação Pirajá, margeia a BR-324 até a estação Águas Claras – Cajazeiras, na confluência da Avenida 29 de Março com a BR-324”.

Em Águas Claras, estão sendo construídos ainda a nova estação rodoviária de Salvador e um terminal de ônibus urbano e metropolitano. “Chegaremos a 38 quilômetros de trilhos até o final deste ano. Serão 22 estações e 8 terminais de integração de ônibus”, finalizou Copello.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Notou algum erro no texto acima? Por favor, nos informe clicando aqui.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Tags: #

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.