Search
Close this search box.

Gestores de Meio Ambiente, da Chapada Diamantina, discutem ações de prevenção e combate a incêndios

Ações planejadas serão colocadas em prática ainda este ano

Gestores de Meio Ambiente, da Chapada Diamantina, discutem ações de prevenção e combate a incêndios
Foto: Ascom/PMM
Foto: Ascom/PMM

Gestores municipais de Meio Ambiente da Chapada Diamantina se reuniram, nesta quarta-feira (27), no salão nobre da Prefeitura de Mucugê, para discutir os problemas comuns presentes nas áreas naturais da região, dentre eles, os incêndios florestais recorrentes. Os gestores debatem a construção de um plano integrado intermunicipal de ações para prevenção e combate a incêndios, que será colocado em prática ainda em 2022.

No encontro, foram definidas algumas ações continuadas, dentre elas, um espaço de integração denominado Fórum dos Gestores Públicos Municipais de Meio Ambiente da Chapada Diamantina, para elaborar planos e projetos que maximizem os resultados em ações de desenvolvimento ambiental. Teve também um pacto de colaboração para a prevenção e combate a incêndios no território, além do pedido de apoio continuado para organização e manutenção das Brigadas Voluntárias de cada município, levantando as demandas dessas Brigadas, mapeando e sistematizando as informações por município, solicitando apoio da Secretaria de Meio Ambiente do Estado, da Defesa Civil Estadual e do Corpo de Bombeiros do Estado da Bahia, dentre outras ações.

Gestores municipais de Meio Ambiente da Chapada Diamantina. | Foto: Ascom/PMM

Por unanimidade, os nove gestores presentes [veja nomes abaixo] consideraram o encontro um marco na busca pelo devido suporte e reconhecimento das Brigadas diante da constatação de que sem a existência delas não há possibilidade de um efetivo combate frente aos focos de incêndios, tão presentes nessa região, principalmente nos períodos mais secos.

Para o secretário de Meio Ambiente de Mucugê, Ernesto Mattos, é preciso possibilitar um arranjo institucional entre as Brigadas locais e o poder público municipal e que esse poder assuma a sua responsabilidade. “Há que apoiar essas organizações com recursos de base material, possibilitando a manutenção e a motivação desses grupos que são singulares, pelo fato de serem guias profissionais e, para além de toda a capacitação, pessoas ligadas à natureza, cônscias da importância da preservação, além de profundos conhecedores da geografia local, o que os possibilita acessar os locais de incêndio com maior rapidez, impedindo que os mesmos se expandam”, ressaltou Mattos.

Para Joab Rocha, guia, brigadista e coordenador de Meio Ambiente, essa reunião foi de suma importância, porque mostra que os municípios pretendem fortalecer as brigadas locais. “É importante o município estar avançando nessa parceria com as brigadas, justamente para fortalecer esse grupo que já existe e para ter esse sentimento de pertencimento dessas pessoas para que elas continuem com essa missão, um trabalho que poucos conhecem, mas que é fundamental para a sobrevivência de todos”, destacou.

Estiveram presentes na reunião, Paulo Luz, secretário de Meio Ambiente e Louise Souza, gerente de Meio Ambiente (Andaraí); Luã Sampaio, secretário de Meio Ambiente (Ibicoara); Cristovem Marcos, diretor cultural, que responde pela secretaria de Meio Ambiente e Sandylorem Guedes, coordenadora de Meio Ambiente (Itaitê); Raimundo José Bastos, secretário de Meio Ambiente (Lençóis); Ernesto Mattos, secretário de Meio Ambiente e Joab Rocha, coordenador de Meio Ambiente (Mucugê); Naiara Nascimento de Oliveira, secretária de Meio Ambiente (Palmeiras).

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.