Search
Close this search box.

“Combustível caro com dinheiro público enquanto o povo sofre”, diz Lula sobre motociata de Bolsonaro

De acordo com o governo paulista, o evento deverá custar cerca de R$ 1 milhão aos cofres públicos

Lula promete volta do PAC e do Minha Casa Minha Vida
Foto: Ricardo Stuckert
Foto: Ricardo Stuckert

O ex-presidente Lula, pré-candidato à presidência da República nas eleições deste ano, usou as redes sociais nesta sexta-feira (15) para criticar a motociata de Jair Bolsonaro (PL).

Anuncie no PB Branco

“A gasolina cara leva a inflação nas alturas. Mas a prioridade para alguns é fazer motociata sem destino usando combustível caro e comprado com dinheiro público enquanto o povo sofre”, escreveu Lula no Twitter.

A postagem do petista mostra uma matéria da TV Globo sobre a situação em que o país se encontra. Nela, a entrevistada reclama: “Quem comia carne moída, agora tem que comer ovo. Ovo vai ficando caro e vamos para a sardinha em lata. E assim só a gente vai sentindo no prato o empobrecimento”.

A motociata aconteceu na manhã desta sexta-feira em São Paulo e interditou a Rodovia dos Bandeirantes por cinco horas – das 8h às 13h – causando congestionamento em vários trechos.

De acordo com o governo paulista, o reforço no policiamento para a motociata que percorreu 130 km, entre a capital de São Paulo e Americana, deverá custar cerca de R$ 1 milhão aos cofres públicos do estado.

O sistema de monitoramento de pedágios da rodovia dos Bandeirantes, registrou 3.703 motos que passaram nas praças de pedágio de Campo Limpo, Itupeva e Sumaré, no momento em que a rodovia estava liberada apenas para as motos do evento e alguns carros de apoio ao presidente.

A Culpa é de Fidel

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.