Search
Close this search box.

Assembleia Legislativa renova convênio com Hospital Aristides Maltez

Com a renovação, o HAM dobrará o número de leitos para atendimento

Hospital Aristides Maltez ampliará atendimento a pacientes com câncer em 30% com apoio do Governo
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) anunciou, nesta quarta-feira (20), a renovação do convênio com o Hospital Aristides Maltez (HAM), entidade filantrópica, referência nacional no tratamento do câncer, que atende a paciente de todos os 417 municípios da Bahia.

Com a renovação, a ALBA duplicará o repasse que faz como doação ao HAM, que consequentemente dobrará o número de leitos para atendimento.

A doação ao HAM foi instituída na gestão de Otto Alencar (1995-1997), retomada por Angelo Coronel, em 2017, como símbolo da solidariedade do Parlamento com a instituição responsável pelo atendimento diário de mais de três mil pessoas através do Sistema Único de Saúde.

O anúncio da renovação do convênio foi feito pelo presidente Adolfo Menezes em visita ao Hospital. Ele estava acompanhado da esposa, presidente da Assembleia de Carinho, dona Denise Menezes.

Assinatura de renovação de convênio entre ALBA e HAM | Foto: Vanner Casaes/Ag. Alba

Em conversa com o presidente da Liga Bahiana Contra o Câncer, entidade mantenedora do HAM, o médico Aristides Maltez Filho, o presidente do Legislativo decidiu encampar – pessoalmente – uma campanha para mobilizar suprapartidariamente deputados e prefeitos para aumentar as contribuições mensais para o hospital.

Ampliar captação

Anuncie no PB Branco

Apesar do Hospital Aristides Maltez atender pacientes oriundos de toda a Bahia e até de outros estados, exclusivamente através do SUS, as receitas auferidas estão longe de atender os compromissos crescentes da instituição, sendo necessário o trabalho diário de captação de recursos para a realização dos atendimentos com a qualidade exigida pelos tratamentos e cirurgias oncológicas. Como parte considerável das prefeituras que encaminham pacientes ao HAM não efetuam qualquer pagamento ou ajuda, a campanha pretende ampliar essa captação mesmo com as contribuições tendo valores simbólicos, como acontece com a ALBA, chegando-se a um total significativo através da ampliação da escala de contribuintes.

O deputado Adolfo Menezes pretende se engajar e engajar a classe política estadual no objetivo ousado de ampliar em mais 100 prefeituras o total de cidades contribuintes com a Liga Bahiana Contra o Câncer, com a módica doação – até para pequenos municípios – de dois salários-mínimos mensais cada. “Trata-se de uma soma simbólica até para pequenas municipalidades, diante de um trabalho imprescindível como o do HAM, que cuida e ampara fundamentalmente nossos irmãos menos aquinhoados num momento de fragilidade absoluta”, completou o presidente da Assembleia.

Para ele, nesse sentido, a ampliação da doação simbólica do Legislativo é também um símbolo importante: “É uma pequena quantia, mas que representa o apoio e a solidariedade da ALBA para com uma das mais importantes instituições de saúde da Bahia, sempre com dificuldades de recursos para pagamento das suas enormes despesas e compromissos com o tratamento oncológico de 100% de pessoas do Sistema Único de Saúde (SUS), pois o Hospital Aristides Maltez é um patrimônio a ser abraçado por todos, não apenas aos milhões de pessoas salvas, tratadas, cuidadas e amparadas nos últimos 70 anos.

O presidente da Liga Bahiana Contra o Câncer, doutor Aristides Maltez Filho, agradeceu a visita do deputado Adolfo Menezes e de dona Denise e enfatizou que o objetivo da campanha não é a obtenção de grandes valores individuais, embora qualquer valor ajude, “mas da soma das contribuições de mais pessoas, instituições e prefeituras que nos ofereçam uma receita perene mensal”, afirmou, acrescentando: “Todos os cidadãos podem ajudar o Hospital Aristides Maltez através do programa Sociedade Solidária Contra o Câncer. A contribuição de qualquer valor pode ser feita a partir de R$ 50 mensais”.

Anuncie no PB Branco

Ele disse ainda que apesar de todas as dificuldades enfrentadas, o Hospital Aristides Maltez, permanece como referência para o tratamento do câncer, recebendo pacientes de quase todos os municípios baianos, sendo metade pela regulação estadual e os demais fora dela: “Nossa primeira lei é que ninguém volta pra casa porque não há vagas. A doença não espera e na luta constante conseguimos atender a todos aqueles que nos procuraram em busca do tratamento”, concluiu o médico.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Notou algum erro no texto acima? Por favor, nos informe clicando aqui.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Tags: # #

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE
master banner

PODCAST

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.