Search
Close this search box.

Argentinos protestam contra cortes na educação durante governo Milei

Marcha em Buenos Aires reúne milhares em manifestação antigoverno e em defesa das universidades públicas

SEM IMAGEM

Milhares de argentinos tomaram as ruas de Buenos Aires nesta terça-feira (23) em uma marcha expressiva contra as medidas de austeridade implementadas pelo presidente Javier Milei, que incluem cortes orçamentários significativos na educação pública. Este é o maior protesto até o momento relacionado às políticas de austeridade adotadas pelo governo.

As manifestações refletem as crescentes tensões provocadas pelos cortes de gastos, que visam resolver o déficit fiscal do país, mas têm impactado negativamente a economia real. Em cartazes erguidos durante as marchas, apoiadas por sindicatos na capital e em outras localidades, frases como “Defenda as universidades públicas”, “Estudar é um direito” e “Acima o orçamento, abaixo o plano de Milei” foram vistas. Clique aqui e siga nosso canal no WhatsApp.

“Estou aqui para defender as universidades públicas”, afirmou Pedro Palm, um arquiteto de 82 anos formado na renomada Universidade de Buenos Aires (UBA), que recentemente alertou sobre a possibilidade de fechar suas portas devido aos cortes orçamentários.

Anuncie no PB Branco

Milei, enfrentando uma crise econômica herdada de anos de gastos excessivos do governo, está adotando uma política de cortes orçamentários agressivos, apelidada de “motosserra”, que resultou em três meses consecutivos de superávit fiscal no início do ano. No entanto, os cortes têm impactado severamente o setor público, especialmente as universidades públicas argentinas, como a UBA, que dependem fortemente do financiamento estatal.

“Educação é um dos pilares fundamentais da nossa ideologia. Não queremos fechar as universidades”, afirmou Manuel Adorni, porta-voz presidencial, defendendo a posição do governo e pedindo por uma manifestação pacífica.

Siga a gente no Insta | Face | TwitterYouTube | Whatsapp.

Acompanhe o Panorama da Bahia no Google Notícias e fique sempre bem informado.

Notou algum erro no texto acima? Por favor, nos informe clicando aqui.

Apoie o Panorama da Bahia com qualquer valor e ajude a manter a integridade da nossa linha editorial: pix@panoramadabahia.com.br

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

REDES SOCIAIS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Conteúdo protegido.